sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

TRISTESSE- CHOPIN

A propósito do livro lido O PENÚLTIMO SONHO, de Ángela Becerra, descobri Tristesse. Foi amor à primeira vista. A partir daí, passou a fazer-me, muitas vezes, companhia.




Rita Carrapato

1 comentário:

edite disse...

Adoro ouvir Chopin,mas nem sempre, pois deprime-me um pouco, mas esta melodia é mesmo um sonho...