segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

DIA DOS NAMORADOS- MENSAGEM ESPECIAL

Isabel Caeiro, professora de Literatura da Universidade Sénior de Évora, de vez em quando, “rompe os muros” da instituição e convida-nos para outros sítios. Desta vez o convite foi para o Jardim Público da nossa cidade.
Todos os anos, no Dia dos Namorados, ali nos encontramos, mesmo com o frio como nosso inimigo.
Depois do chá quentinho e do bolo com que a Isabel nos delicia, chega o momento das grandes emoções, em que cada um de nós fala ou lê sobre esse sentimento tão nobre e tão falado nesse dia, que é o AMOR.
Poderia aqui falar da forma com que cada um de nós o expressou. Foram mensagens que emocionaram, que fizeram rir e que até fizeram a lagrimita espreitar ao canto do olho. Enfim...todas elas afectivas e com o significado que cada um lhe conferiu.
Este ano fiquei particulamente emocionada com a carta que a colega Catarina escreveu para a nossa professora Isabel. Uma mensagem muito merecida. Com palavras que também andavam aqui pelo meu coração (quase me atrevo a dizer, pelo de todos), mas que ainda não tinham saído.


“Hoje é o dia dos Namorados!
Mas eu diria que é um dia para exprimir emoções… Podia escrever uma carta aos meus filhotes, à minha netinha ou revelar-vos através de uma frase ou de um poema que vou ser novamente avó…
Mas neste dia tão especial para muitos… eu quero homenagear uma pessoa que se tornou tão especial na minha e certamente nas vossas vidas: a professora Isabel.
Ela faz voluntariamente um trabalho que nos quebra a nossa solidão e nos leva a estudar, a ler mais, a resumir, a fazer e dizer poesia e a viajar…
Homenageio e agradeço tudo isto mas também elogio a sua determinação, persistência, capacidade de organização, objectividade e disponibilidade.
E como se tudo isto não bastasse ainda nos traz um chá quentinho todas as segundas-feiras. Sou muito agradecida por tudo isto.
Desejo-lhe as maiores felicidades para que possa partilhar connosco estes inesquecíveis momentos.

Um abraço
Catarina Sousa"


(Clique sobre o quadro se não consegue visualizar o slide)




1 comentário:

Teresa disse...

Rita,
Que ternura de post!
São pessoas como a professora Isabel que tornam o mundo melhor e nos fazem acreditar que nada é em vão!

Bem haja pela partilha deliciosa.